Notícias

10.ABR.2019 - Imposto de Renda Pessoa Física 2019: reta final!

A partir do dia 1º de março até o dia 30 de abril de 2019 está disponível a entrega da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física referente ao ano base de 2018.

As novidades para este ano são:

Obrigatoriedade de informar o CPF de dependentes para todos os dependentes;

Cabe reforçar que são dedutíveis as despesas médicas oriundas inclusive de cirurgias plásticas, reparadoras ou não.

documentos necessários, quando aplicável ao seu caso:

Informe de rendimentos financeiros, fornecido pelos bancos e/ou instituições financeiras;

Informe de rendimentos fornecida pela fonte pagadora (empresa, INSS, fundos de pensões, repartições públicas e demais);

Informe de financiamentos, dívidas e ônus reais, fornecidos por bancos e/ou instituições financeiras;

Informe de pagamento de consórcios;

Saldo em 31 de dezembro em aplicações financeiras, bolsa de valores, conta corrente e demais, fornecido por bancos e/ou instituições financeiras;

Comprovante de despesas médicas, odontológicas, hospitalar, planos de saúde e educação (indispensável CPF e/ou CNPJ legível);

 

Pagamentos efetuados a trabalhadores domésticos e suas contribuições à Previdência Social (INSS);

Informe de pagamento para previdência privada;

Comprovante de pagamento ou recebimento de pensão alimentícia;

Recibo de compra e/ou venda de veículos (automóveis, utilitários, motos, barcos, aeronaves, etc.), realizados em 2018;

Escritura, recibo de sinal de negócio e/ou contrato de compra e venda de imóveis, quando realizado em 2018;

Recibo de compra e venda de obras de arte, jóias, equipamentos profissionais, etc., em 2018;

Nome, CPF e data de nascimento dos dependentes e/ou cônjuge (quando for a primeira vez);

Ultima declaração de IR entregue (caso não tenha feito na Mottin);

Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente aos fatos ocorridos em 2018, a pessoa física residente no Brasil que:

Renda

recebeu rendimentos tributáveis , sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70;

recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00.

Ganho de capital e operações em bolsa de valores

obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja destinado à aplicação na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias contados da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da  Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005.

Atividade rural

relativamente à atividade rural:

a) obteve receita bruta anual em valor superior a R$ 142.798,50; 

b) pretenda compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2018.

Bens e direitos

teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2018, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00.

Condição de residente no Brasil

passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição se encontrava em 31 de dezembro de 2018.

Para agendar, retirar dúvidas ou demais esclarecimentos, entrar em contato com nossos analistas ou através do e-mail: rodrigo@mottin.com.br